Recurso Ordinário - Contrarrazões - Agente de Logística - Motorista - Desvio de Função

CT
Consultor Trabalhista Advogado(a)
Atualizado em: 2 de Novembro de 2021
0 opiniões
0Downloads

Resumo

Reclamante apresenta contrarrazões ao recurso da reclamada que busca modificar a sentença que reconheceu o desvio de função.

Conteúdo da petição

Excelentíssimo (a) Senhor (a) Doutor (a) Juiz (a) da $[processo_vara] Vara do Trabalho de $[processo_comarca] - $[processo_uf]

 

 

 

 

 

Processo nº $[processo_numero_cnj]

 

 

 

 

 

$[parte_autor_nome_completo], já amplamente qualificada nos autos do processo em epígrafe, vem mui respeitosamente, perante Vossa Excelência, por intermédio de seus procuradores signatários, apresentar as presentes

CONTRARRAZÕES AO RECURSO ORDINÁRIO

Interposto, cujas razões estão consignadas na peça em anexo:

 

 

Requer, conhecida e autuada a presente e cumpridas as formalidades de lei, sejam os autos remetidos para julgamento na Superior Instância.

 

Termos em que pede e espera deferimento.

 

 

$[advogado_cidade], $[geral_data_extenso].

 

$[advogado_assinatura]

 

CONTRARRAZÕES AO RECURSO ORDINÁRIO

 

EGRÉGIO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA $[processo_uf] REGIÃO

 

Eméritos Julgadores

 

Não merece qualquer censura a parte da sentença de primeiro grau, objeto do recurso proposto pelas recorrentes, isto porque a decisão está de acordo com a realidade retratada nos autos, tal como se passa a analisar. A respeitável Sentença, nos aspectos ora recorridos, buscou fundamentação com base em suficientes substratos fáticos e Jurídicos colhidos em todo o material à face instrutória, em especial a documentação juntada, bem como, em fatos narrados por testemunhas de ambas as partes em audiência, donde pôde ser constatado a verossimilhança das alegações postas à peça vestibular.

 

Dito isto, em nada inova a Recorrente o cerne de sua tese defensiva já cansativamente explanada em sua contestação, intentando validar sua tese absurda de que o fato do Reclamante dirigir caminhões da empresa em viagens para outros estados, inclusive, não caracterizaria uma suposta novação contratual por parte do Empregador.

 

Ora, Doutos Julgadores, não podem as Empresas …

O conteúdo completo dessa peça é EXCLUSIVO para assinantes
Assine o JusDocs para ter acesso a essa e milhares de outras petições feitas por advogados especialistas

Avaliações

0

Média entre

0 opinião

Avalie essa petição!

Perguntas e respostas