Manifestação aos Embargos de Declaração. Dano Moral. Telefonia.

DP
Diego Pedrosa Castro LimaAdvogado(a)
Atualizado em: 25 de Agosto de 2021
0 opiniões
2Downloads

Resumo

Parte alega a inadmissibilidade dos embargos opostos, uma vez que buscam modificar a sentença, bem como, são meramente protelatórios.

Conteúdo da petição

EXCELENTÍSSMO SENHOR(A) JUIZ(A) DE DIREITO DO ___ JUIZADO ESPECIAL DA ESTADO - UF

 

 

 

 

PROCESSO Nº Número do Processo

 

 

 

 

 

Nome Completo, já devidamente qualificada nos autos do presente processo, vem respeitosamente, perante Vossa Excelência, atuando em causa própria, igualmente qualificada, apresentar sua

MANIFESTAÇÃO AOS EMBARGOS DE DECLARAÇÃO

opostos pela Razão Social, pelas razões anexas.

1. DOS FATOS

Trata-se a presente ação sobre os danos e constrangimentos imposta pela parte requerida ao ativar, sem solicitação, espera de chamada na linha de celular da autora – cujo número é usado pra fins profissionais – música de cunho sexual e pejorativo (Informação Omitida) e mesmo após o pedido de suspensão do serviço, reincidir e enviar outra mensagem de ativação de música do mesmo nível, no caso Informação Omitida.

 

A conduta da requerida ensejou sérios constrangimentos de ordem profissional, sendo a autora alvo censura, motivo de chacota e confundida e taxada de “piriguete” tudo em face do teor do serviço ativado, sem autorização.

 

Após os trâmites processuais, foi julgado procedente os pedidos iniciais feitos pela parte autora, julgou parcialmente o pedido para condenar parte ré, a título de compensação por dano moral, a pagar o valor de R$ 8.000,00 (oito mil reais), incidindo juros e correção e monetária a partir da data sentenciada. 

 

Por ocasião da presente sentença procedente, a parte Ré opôs embargos de Declaração, alegando que embora possa ter havido falha na prestação de serviço, essa não tem o condão de gerar danos morais, por hora a parte ré salienta que não houve a prática de nenhum ilícito por parte da operadora de telefonia móvel em questão, por óbvio não há em que falar em prática de conduta ilícita passível de reparação, devendo, por conseguinte, a presente ação julgada totalmente improcedente, na fundamentação oferecida.

 

Excelência, forçoso esclarecer que a parte Ré só tem o condão de procrastinar a presente ação. Haja vista que o fundamento colocado em discussão não coaduna com os requisitos ensejadores para oposição do presente recurso de Embargos de declaração, o qual é especifico para dirimir, decisões judiciais que tenham pontos ambíguos, omissos, …

O conteúdo completo dessa peça é EXCLUSIVO para assinantes
Assine o JusDocs para ter acesso a essa e milhares de outras petições feitas por advogados especialistas

Avaliações

0

Média entre

0 opinião

Avalie essa petição!

Perguntas e respostas